5 de agosto de 2013

Tirando manchas da sua boneca

Oi gente! Já faz tempo que não escrevo um tutorial e sei que esse não é um assunto novo, mas como não havia nada sobre isso aqui no blog, resolvi postar.

Muitas vezes quando usamos roupas escuras ou coloridas em nossas bonecas, elas podem provocar manchas indesejadas no corpo delas.

Caso isso aconteça, não se desespere, dá pra tirar as manchas do corpo sem precisar precisa trocar o corpo, basta usar um produtinho simples e ter paciência para esperar as manchas saírem.

Você vai comprar pomada para acne, tipo Acnase, Acnezil, Benzac AC ou similar. O importante é o princípio ativo, que é o Peróxido de Benzoíla. O melhor é o tipo creme, mas o gel funciona também (só não compre líquido, sabonetes e afins, precisa ter textura de pomada).



Quando maior a concentração do princípio ativo na pomada, melhor. Você vai passá-la no local manchado no corpo da boneca e deixar por algumas horas. Tem gente que coloca no sol para acelerar o processo, mas eu prefiro não fazer isso, porque o calor e raios UV podem causar danos no plástico. Quando o creme secar, remova, lave o local e passe novamente. Vá trocando o produto sempre que puder, até sair a mancha.

Pode ser que demore alguns dias, ou até semanas, mas a mancha sai. Basta ir trocando o creme todos os dias. Já removi manchas bem pretas que estavam super incrustadas no corpinho e ficou como novo. Tenha paciência que a mancha vai saindo.

Outra coisa: se você costuma vestir sua boneca com itens escuros ou coloridos, lave bem as roupas antes de colocar ou deixe as peças de molho no álcool até parar de soltar tinta. E tente não deixar muitos dias a mesma roupa no corpo de sua doll.

De preferência, guarde a boneca sempre com uma roupinha branca ou clara (lembrando que mesmo tecidos claros podem soltar tinta se foram tingidos, por exemplo) para evitar futuras manchas. Você também pode comprar uma meia calça ou body cor da pele, pra usar por baixo de roupas escuras, ajuda a prevenir o contato do tecido escuro com o plástico do corpo.

30 de maio de 2013

Dicas para ser mais feliz no hobby (e na vida)

Pare de choramingar sobre as coisas que você acha ruim no mundo bonequeiro e passe a agir.



Se você não pode pagar por coisas caras, não as compre.

Todos precisam ganhar dinheiro para viver e é sempre bom ter um extra para sustentar seu hobby, certo? Se você é um artesão que pode fazer e vender seus produtos para ter lucro, isso é perfeitamente aceitável. Então se alguém pode pagar mais por algo, por que o vendedor tem que lucrar menos só porque parece excessivo para aqueles que querem, mas não podem ter? Encontre alguém que pode fazer e vender itens que se adequem ao seu bolso ao invés de reclamar que você não consegue comprar certas coisas. Opções não faltam por aí.

Se você não pode ter uma boneca personalizada por determinada pessoa, supere.

Se alguém diz não faz encomendas, não adianta ficar insistindo, você só vai fazer a pessoa ficar chateada com você. Ninguém é obrigado a satisfazer seus desejos só porque você é fã do trabalho daquele indivíduo.

Se você gosta mesmo daquele artista e faz questão de ter algo dele, talvez você tenha que achar outras maneiras de conseguir a boneca dos seus sonhos. Que seja esperando a chance de conseguir uma usada, ou juntando dinheiro para disputar um leilão.

Agora, se a pessoa faz encomendas apenas para alguns poucos que ela considera amigos, é um direito dela. Talvez ela não tenha tempo para atender às solicitações de todos, as pessoas tem uma vida fora do hobby, família e às vezes outro emprego. Ou simplesmente não querem fazer para qualquer um.

Se algo está realmente fora do seu alcance, aprenda a admirar o trabalho do artista por fotos de quem tem a boneca e pronto.

Se você não gosta de um item, modelo de boneca ou estilo de custom, é apenas sua opinião.

Todo mundo tem seu próprio gosto. Mas só porque você odeia algo, isso não diminui o valor daquilo para outra pessoa. Empurrar seus gostos nos outros é mal educado e até arrogante. Aprenda a expressar suas opiniões sem agredir outras pessoas. Ninguém está certo o tempo todo.

Se alguém está falando mal de você, suas bonecas, trabalhos ou fotos, tente assimilar o que você acha interessante como crítica construtiva e ignore o resto.

E por favor, pare de achar que todos tem inveja de você ou estão fazendo coisas somente para te prejudicar. Sim, acontece, mas ninguém é obrigado a gostar de você ou de tudo que você faz. Ninguém é perfeito. Você precisa aprender a lidar com momentos de rejeição. E se o que as pessoas falam te incomoda tanto, você precisa trabalhar melhor sua auto-estima, ne?

Se alguém está fazendo drama em um post e você não concorda, deixe pra lá. 

Quanto menos gente alimenta o drama, mais cedo ele morre. Agora, se você acha que sua opinião é válida, não esqueça que tudo que você diz tem consequências e você deve estar pronto para assumi-las.

Faça o que te deixa feliz com as pessoas que você gosta.

Nunca se esqueça: você ama esse hobby pelas coisas boas que ele pode trazer para sua vida. Se você focar sua atenção nas coisas ruins, então você só vai enxergar isso.

Aprenda a ser mais positivo e se importar menos. :)

2 de maio de 2013

Me "copiaram", e agora?

Eu escrevi outro post sobre esse assunto de cópias e inspirações há algum tempo, falando minha opinião e incentivando as pessoas a criarem suas próprias coisas ou no minimo terem ideias diferentes de execução do mesmo tipo de item.

Mas tenho visto tanta gente reclamando de "cópia" de roupinhas e acessórios artesanais de boneca, sendo que nada hoje em dia é 100% original. Pessoas tratando modelos e ideias que estão aí há anos como se fossem coisas novas e totalmente diferentes, só porque aquilo agora é feito em escala pra vestir uma Blythe.

Primeiro, vamos para a realidade: não existe copyright ou patente para itens de vestuário, MUITO MENOS DE BONECA. Fora que a maioria dos moldes são padronizadas (afinal, gola é gola, manga é manga e o corpo da boneca é o mesmo pra todas) mesmo que cada costureira crie o seu próprio.

É chato ver alguém fazendo algo parecido com o seu? É sim, mas acontece e sempre vai acontecer. Livre concorrência é assim, todos tem direito de escolher de quem comprar e o mesmo produto pode - e deve - ser oferecido por mais de um fabricante.

E isso não vai tirar seus clientes nem seu espaço. É somente o seu ego falando mais alto do que a razão. Se cópia fosse assim tão prejudicial, as costureiras famosas não teriam filas enormes de espera e nem venderiam seus produtos a preços tão altos.

Quem gosta das suas coisas vai continuar comprando as suas e quaisquer outras que achar bonitas. Trate de fazer um produto de qualidade, preço justo e tratar bem seus clientes, que eu garanto que nunca vão te faltar encomendas.

E vamos convir, TANTA gente coleciona boneca.... e se fosse somente uma pessoa que fizesse um tipo de roupa/acessório? Imagina se não houvessem outras opções? Se você quer um vestido modelo X, tem que comprar somente de tal lugar ou fica sem?

Minha coleção de vestidos "Ghost" para Blythe.
Imagina se eu só pudesse comprar o mesmo modelo da mesma loja?

Fora outra coisa que vejo por aqui: parece que brasileira só implica com cópia de brasileira. Vejo um monte de gente no Brasil se baseando em peças gringas e ninguém fala nada, mas se uma faz algo parecido com outra aqui no país, vira uma briga danada.

Olha, eu sou super a favor de criatividade, de cada pessoa tentar fazer suas próprias coisas e ganhar seu sustento de forma honesta. Mas também não vamos exagerar e achar que, só porque você colocou um detalhe diferente em um modelo de roupinha, você inventou a roda e ninguém mais pode fazer algo parecido. Tudo tem limite.

26 de março de 2013

Tutorial Mohair Skin para Blythe

I added english instructions to the tutorial, I hope it helps non portugueses speakers. ;)

Depois de eu ver muitas Blythes passeando com suas cabeleiras de mohair por aí, eu fiquei morrendo de vontade de tentar fazer os meus próprios usando lambskin (pele de carneiro).

Diferente do reroot, em que você preenche cada furinho do escalpo com um tufo de cabelo, o lambskin é basicamente um couro cabeludo que você recorta e aplica (costurando ou colando) no escalpo careca da boneca.

Eu resolvi comprar alguns pedaços de mohair na FUNwithTROLLDOLLS, loja do Etsy especializada nesse tipo de material (lembrando que para comprar no Etsy você precisa de conta no Paypal e cartão de crédito internacional). Demorou cerca de um mês e meio para chegar por First Class Internacional e o rastreio não funciona no site dos correios brasileiros. Ou seja, você pede e esquece, que uma hora o envelope aparece na sua casa. Mas se você tiver sorte pode chegar antes disso, algumas pessoas disseram que pediram e veio em cerca de 3 semanas.

No caso de Blythe, você precisa avisar à vendedora para que ela crie um anúncio especial com um corte de mohair com alguns centímetros a mais (que custa uns dois dólares a mais no valor também), pois a cabeça da Blythe é maior do que outras bonecas de mesma proporção. Mas ao mesmo tempo, o pedaço que comprei eu achei grande, sobrou cerca de 10cm depois de eu aplicar na boneca. No fim, nem precisava ter pedido o pedaço maior. Mas acabei achando bom ter sobrado, porque quero tentar fazer uma peruca para algumas bonecas menores depois.

A vendedora também mandou uma instrução de como montar uma peruca com o material, que serve no caso de você usar o mohair para Pullip e BJDs. Em Blythe eu não usei o molde da loja, medi tudo no scalp original da boneca mesmo porque ia colar e não costurar.

Eu resolvi fotografar meu processo de aplicação do mohair em uma Blythe, porque pode ser de alguma utilidade pra alguém que queira fazer o mesmo. Como esse foi apenas o segundo escalpo que fiz, não ficou aquela perfeição e eu já percebi que podia ter mudado algumas coisas, mas o método é basicamente esse. Acho que cada um usa o tutorial como achar melhor e modifica de acordo com a necessidade. Afinal, você só sabe o que funciona tentando e errando até acertar. Então vamos lá!

Você vai precisar de: 
- Um corte de mohair skin que seja grande o suficiente para cobrir o couro cabeludo de sua Blythe, o que comprei tinha 26,5cm x 8,5cm;
- Cola permanente, eu usei Adesivo Universal para Artesanato, da Pegamil. Super Bonder também serve, mas recomendo a FlexGel;
- Uma tesoura afiada para cortar o mohair;
- Um escalpo de borracha de Blythe, original ou aqueles da Coolcat.

You will need:
- A mohair skin piece that is large enough to cover a Blythe scalp, mine was 26.5cm x 8.5cm;
- Permanent glue for rubber/leather;
- Sharp scissors or blade to cut the mohair;
- A rubber scalp Blythe, stock one or those from Coolcat.




Para começar, tire a medida da circunferência frontal do escalpo careca. Eu usei um original da Blythe (os da Coolcat costumam ser maiores). O meu deu cerca de 11cm de ponta a ponta, mas deixei 11,5cm pra não faltar na hora de colar.

First, take the circumference measure of the bald scalp front to back. I used an original Blythe (Coolcat is a little bit bigger). Mine was about 11.5cm from end to end.


Transfira a medida para a parte de trás do couro do mohair e risque com uma caneta ou lápis.

Transfer the measurement to the back of the leather and mark it with a pen or pencil.


Depois de riscar, você vai virar o couro ao contrário, para partir o cabelo no local indicado pelo risco, assim você não corre o risco de cortar preciosos fios sem querer. Dica: você pode também usar um estilete, que é mais preciso e evita o corte de fios.

After doing the pencil mark, you will turn the leather, then you are going to separate the hairs in 2 sides, to avoid cutting it when cutting the leather. You can also use a sharp blade instead of scissors.



Corte o couro com a tesoura tomando muito cuidado. Assim você perde apenas o mínimo possível de fios de mohair no processo.

Cut the leather with scissors being careful, so you lose only the minimum possible mohair yarn in the process.


Com o pedaço que você acabou de cortar, você vai riscar novamente no couro, cerca de 1,2cm das laterais.

In the piece you just cut, you will do another pencil mark, about 1.2cm from the sides.


Também vai marcar o meio. / You will also mark the middle of it.


Na marcação do meio você vai fazer um pequeno corte, que vai ultrapassar apenas um pouco os outros riscos que você faz nas laterais.

You will make a small cut in the middle pencil mark.


Vai ficar assim / It will look like this:


Depois você vai colar cada uma dessas quatro abas nas beiradas do couro viradas para dentro, conforme as fotos abaixo.

Then you'll paste each of the four tabs on the edges of the leather facing inward, as the pics below.




O resultado vai ser um "caminho" no couro entre os fios de cabelo, como mostrado abaixo. Reserve esse pedaço enquanto a cola seca nele.

The result will be a "river" in the leather between the hairs, as shown below. Save this piece while the glue dries on it.


Agora você vai pegar o outro pedaço de mohair e vai marcar duas tiras com cerca de 4cm cada uma.

Now you will get another piece of mohair and will mark two strips about 4cm each.



Vire o mohair ao contrário, parta o cabelo para os lados retirando os fios do rumo da linha de corte e recorte as duas tiras com a tesoura.

Turn the mohair to the other side, separate the hairs and cut the two strips with scissors.


Não precisam ficar 100% certinhas e do mesmo tamanho. Vai sobrar um quadrado de mohair ainda, guarde ele, pois não vamos usá-lo mais.

The strips don't need not be 100% neat and the same size. There will be a mohair remain, but we will not use this square piece.


Depois disso você vai traçar semi circunferências na parte superior de cada tira, onde o final das linhas deve terminar mais ou menos na metade do couro (cerca de 2cm).

After that, you will draw semi circles on top of each strip, where the end of the lines should end at about the middle half of the strip (about 2cm).


Corte nas linhas arredondadas / Cut the rounded lines.


Você vai obter dois pedaços assim / You will get two pieces like this.


Agora vem a aplicação propriamente dita. Cada pedacinho desse vai ser colado em uma das laterais do escalpo careca da Blythe. Passe um pouco de cola no couro e pressione em um dos lados do escalpo, com a parte arredondada virada para cima (no caso, o "cima" é o topo da cabeça).

Each one of this two strips will be glued on one side of the bald scalp of Blythe. Lightly press and glue the leather on one side of the scalp, with the rounded part facing upwards (in this case, the "up part" is the top of the head).


Vá adicionando cola nas bordas e pressionando, até tudo ficar perfeitamente aderido e nenhum pedaço do couro ficar descolado. Como a superfície do escalpo é arredondada, você vai precisar ficar ajustando até tudo colar direitinho.

Keep adding glue to the edges and pressing until everything is perfectly adhered and no piece of leather stay unglued. As the surface of the scalp is round, you will need to keep adjusting, so everything stays in place.


O resultado vai ser esse / The result will be this:


Depois disso, vire o escalpo de boca pra cima, onde você vai ver as rebarbas do couro saindo pra fora das bordas. Use a tesoura para cortar e acertar o couro com a beirada (e cuidado pra não cortar as abas do escalpo, hein?).

After that, turn the scalp, where you will see this leather scraps sticking out the edges. Use scissors to cut it (and be careful not to cut the scalp, huh?).



Você vai repetir todo esse processo de colagem do outro lado do escalpo. O resultado vai ser algo assim, dois tufos de cabelo nas laterais e um "caminho liso" no meio deles.

You will repeat this whole process of glueing on the other side of the scalp. The result will be something like two tufts of hair on the sides and a "bald line" in their middle.


Já estamos quase terminando. Agora você vai pegar aquele pedaço de mohair que você dobrou/colou as laterais e estava reservado. Segure o cabelo do mohair para trás (você pode prender com um elástico se preferir) para não grudar no processo de colagem. Posicione o couro em cima do escalpo de forma que as parte lisas de ambas as superfícies fiquem em contato. São elas que serão coladas uma na outra.

We're almost done. Now you will get that piece of mohair you folded/glued in the beginning. Hold the hair back (you can secure it with a rubber band if you prefer) so it won't stick to the glue. Place the skin on top of the scalp so that the portion of both flat surfaces are in contact. They are to be glued together.


Você vai passar bastante cola nesse vão entre os dois tufos de cabelo do escalpo e vai pressionar o couro em cima. Comece pela frente e vá apertando até tudo ficar bem colado e aderido. Adicione mais cola em alguns pontos se você achar que tem necessidade.

You will put a lot of glue in that gap between the two tufts of hair and scalp, and will press the leather on top. Start by pressing the front part and go up to the head, then to the back. Press everything until it is all well bonded. Add more glue on some points if you think they need.


Quando chegar na parte de trás, é bem possível que fique uma rebarba, porque eu tinha colocado a medida a mais. Depois de tudo bem colado, venha com a tesoura e corte o que estiver sobrando do couro pra fora do escalpo.

When you get to the back of the scalp, it's quite possible that will be a piece of leather scrap. After the glue is dry, come with scissors and cut what is left out of the leather to the scalp.


Depois do cabelo pronto e colado, você vai recolocar esse escalpo de volta no domo da Blythe e montar a boneca normalmente. O resultado vai ser um cabelo de mohair assim...

When everything is glued and dry, you will place this scalp back in the Blythe doll dome. The result will be a mohair hair like this...


Aí fica a seu critério o jeito de arrumar e prender o novo cabelo, de acordo com a personalidade da sua boneca.

No mais, espero que o passo-a-passo tenha ajudado um pouco quem tem dúvidas de como colocar esse tipo de mohair em sua Blythe. Lembrando que toda técnica pode ser adaptada e melhorada caso você necessite.

O que postei é apenas um guia, afinal, esse foi apenas o segundo que colei. Eu mesma já estou pensando em alguns jeitos de deixar a parte da frente mais bem acabada nas junções entre o pedaço de couro do meio e os das laterais. Se eu resolver fazer alguma melhoria no método, depois atualizo aqui.

Caso alguém tenha alguma sugestão, basta deixar nos comentários.

21 de março de 2013

Copiar ou se inspirar, eis a questão

Bom, o blog está desatualizado há algum tempo, mas prometo que tem tutorial novo vindo por aí, só precisarei de uma ajuda para fotografar, então estou contando com a boa vontade do meu marido para tal. XD

Hoje eu queria falar sobre um assunto que tem sido um pouco polêmico nos últimos dias no meio bonequeiro... na verdade, não é bem UM assunto, mas um conjunto de assuntos interligados, mas basicamente é aquela discussão sobre cópia e inspiração, mas tratado do ponto de vista de quem está dentro do hobby bonequeiro. Então vamos começar do começo.

Eu faço bonecas personalizadas e faço isso sozinha. Respondo emails, organizo a lista de envios, recebo a boneca, desmonto, faço a maquiagem, monto de novo, fotografo, edito as fotos, envio para aprovação, confiro pagamentos no banco, embalo a boneca, mando de volta pelo correio... e nesse meio tempo atualizo meu portfolio e dou atenção para comentários e dúvidas nas minha redes sociais.

O problema de fazer tudo sozinha é que tenho um limite de tempo. Por conta desse limite, nem sempre consigo fazer as bonecas de todas as pessoas que querem ter bonecas feitas por mim. Então, se uma pessoa quer uma boneca feita por mim e não quer esperar minha disponibilidade, o que ela faz? Manda para outra pessoa ou faz a personalização sozinha. Até aí nada contra. Se não posso oferecer o serviço de imediato, a pessoa tem todo o direito de adquirir aquilo em outro lugar. Capitalismo e livre concorrência.

Mas ao mesmo tempo isso entra em outro quesito: e se a pessoa realizando o serviço fizer uma boneca parecida com as minhas? Afinal, o cliente queria a minha boneca e não pode ter de imediato, então resolve apelar para uma segunda opção, que muitas vezes é uma cópia.

Há algum tempo isso me irritaria... nem sei quantas vezes isso aconteceu e me deixou chateada, mas hoje em dia eu aprendi a ignorar. Afinal, ninguém inventou a roda, ninguém patenteou uma determinada maquiagem/carved (e nem pode) e ninguém está infringindo nenhuma lei quando faz uma boneca parecida com a de outra pessoa.

Fora que personalizar uma boneca é um trabalho manual e é muito difícil deixar tudo 100% idêntico. Há bonecas que eu mesma fiz e nunca consegui fazer outra parecida. E mesmo a pessoa copiando, ela terá todo o trabalho de fazer aquilo com as mãos dela, utilizando materiais e técnicas específicos, é algo que não dá para simplesmente colocar numa máquina de clonagem.

Além disso, Blythes ou Pullips custom sempre seguem um padrão: uma dia vem alguém com uma boquinha em um estilo, aquilo começa a ficar popular e pouco depois tem um monte de gente fazendo parecido.

E a mesma coisa para quem faz roupinhas ou acessórios. Alguém cria uma peça que chama a atenção e logo vão aparecer várias versões daquele produto. Daí em alguns meses todos mundo vai ter algo parecido e logo alguém lança outra tendência.

Eu estou há quase 5 anos no hobby e posso garantir, não há NADA definitivo. Tudo muda de acordo com a necessidade do público de ter sempre algo bonito, novo e diferente. E isso culmina no ponto que quero chegar sobre essa discussão: que tipo de pessoa você quer ser? A pessoa que dita tendência ou a pessoa que a segue?

Touca de ovelha, tem pra todos os gostos!


Criar uma coisa que desperte desejo nas pessoas não é nada fácil. Exige pesquisa, tempo, tentativa e erro, fracasso antes do sucesso. Vai deixar você com noites mal dormidas, tentando pensar em um jeito de fazer aquela ideia sair do papel e funcionar a ponto de valer a pena ser produzida. Mas nada vai te recompensar tanto quanto ver sua criação tomando forma, sendo comprada e desejada pelas pessoas. E o que acontece com as criações desejadas? São copiadas. Você vai ser obrigado a ver um monte de gente vendo sua ideia e querendo fazer parecido, o que pode gerar muita frustração se você não souber lidar com isso.

Mas acostume-se: pessoas com ideias incríveis tem admiradores, seguidores e copiadores, sempre foi e sempre será assim. Saiba ser melhor que isso, ou você nunca mais terá incentivo para criar nada novo com medo de alguém te copiar. E isso inevitavelmente VAI acontecer se seu trabalho é bom.

A questão é, se você criou algo, o seu produto precisa ter aquele diferencial que faz com que as pessoas queiram o seu. Que seja um acabamento impecável, uma estampa exclusiva, um atendimento personalizado.

Ou seja, ser criativo é como todos dizem: 10% de inspiração e 90% de transpiração. Seguir uma tendência é um caminho um pouco mais fácil. Você vai se basear em uma coisa já pronta para poder fazer a sua versão. Claro que também é trabalhoso fazer uma coisa diferente das outras que seguem aquela mesma ideia.

Toucas de urso também são populares.

E é exatamente aqui que a coisa se separa. O momento em que você passa de alguém aproveitando uma ideia existente e fazendo sua versão dela ou alguém copiando a execução de outra pessoa.

Pode parecer que não, mas as duas coisas são completamente diferentes. Você pode fazer touca de bichinho (inclusive o mesmo bichinho) sem usar o mesmo molde, material e acabamento da outra pessoa.

Por mais que seja cômodo pegar o pronto e fazer igual, você tem que pensar em como isso vai afetar sua imagem no meio. Uma vez que você ficar conhecido como "aquele que copia", você pode até mudar de atitude depois, mas já vai ter ferido egos, arriscado amizades e inclusive perdido clientes em potencial.

"Ah, mas fulano faz uma coisa tão simples de copiar, vende bem e eu consigo fazer a mesma coisa, quero ganhar dinheiro também!"

Sim, mas fulano fez antes de você. Na verdade, nem sempre existe isso de "fiz primeiro", muitas vezes as pessoas tem as mesmas soluções de execução e nem sabem da existência uma da outra. Nem sempre é o caso, claro, tem gente que usa o outro de referência mesmo e desconversa quando questionado. Mas se você quer ser diferente e se destacar no meio dos produtos iguais, vai ter que achar seu próprio caminho para não virar só mais um.

Claro que existem coisas que são mais comuns, quase genéricas, que todos podem fazer e vender. Um lacinho de cabelo, por exemplo. Laço é laço, é feito sempre do mesmo jeito. Ou uma blusa de malha. O molde da blusa é aquele e pronto.

Agora, se a pessoa faz uma blusa com uma estampa feita com um desenho criado por ela, copiar isso não é bem visto, ne? Se você quer fazer blusas com estampas interessantes, crie as suas.

"Mas tem tanta imagem legal na internet, ninguém vai ligar se eu usar isso aqui nos meus produtos."

ERRADO! Nossa, nem sei dizer quão errado isso é. Se coloque no lugar da pessoa, por favor. Você cria e se esforça pra ser diferente e logo aparece um estranho e usa suas coisas pra lucrar. É óbvio que você vai ficar chateado ou revoltado.

Enfim, eu já escrevi um testamento sobre o assunto e poderia render isso por páginas, mas vou concluir por aqui, com a minha "moral da história".

Criar não é fácil e ser original exige esforço. E não existe real recompensa sem esforço. 

E quando digo recompensa, não estou falando de lucro. Você pode até lucrar copiando e vendendo. Mas quem compra uma cópia, é porque quer o original e não pode ter por algum motivo. Eu mesma nunca compraria nenhum similar se pudesse ter acesso aos originais, mesmo que sejam mais difíceis de conseguir.

E sinceramente, você quer ser sempre a segunda opção ou quer ser reconhecido pelo que você realmente criou? Além disso, pode ter certeza que a pessoa que faz um produto original está se dando bem melhor do que quem está acostumado a copiar.

22 de fevereiro de 2013

Reajustes para 2013

Oi, gente! Desculpem eu estar meio sumida do blog desde dezembro, eu até tenho mais um tutorial para postar, só preciso me organizar aqui.

Estou ocupada terminando as bonecas da fila de espera de 2012 para que eu possa abrir novas vagas esse ano. O mês de janeiro é bem chuvoso aqui em Belo Horizonte, o que me atrasa um pouco no processo de maquiagem das bonecas.

De qualquer forma, estou aqui para dar um aviso (que eu já havia postado no Facebook) para quem pretende mandar fazer bonecas comigo esse ano: quando eu reabrir as encomendas, vai ser com meus valores reajustados.

Na verdade, vou passar a cobrar separado por coisas que eu fazia "no pacote", mas que me dão trabalho a mais no processo (como trocar scalps, desenhar na pálpebra, etc.). Afinal, tudo que é mais complicado e trabalhoso de fazer, custa mais caro. Não acho justo, nem comigo nem com os clientes, cobrar valores iguais por trabalhos de complexidades diferentes.

Os novos valores já podem ser vistos AQUI NA TABELA.

 Inclusive, penso em bolar um formulário de orçamento para os clientes preencherem antes de fazer a encomenda para que não haja surpresas.

Um pouco do caos da minha mesa de trabalho.

Eu tenho 3 anos de experiência e mais de 200 bonecas feitas ao longo desse tempo. Todo dia alguém me escreve querendo entrar na minha fila de espera.

Infelizmente eu não consigo atender toda a demanda que tenho, porque sou uma só. Mas espero me organizar melhor e poder realizar mais sonhos de colecionadoras que querem ter suas Blyhtes e outras bonecas personalizadas e únicas.

Se tudo der certo, até o final de março eu consigo resolver minhas pendências e abrir novamente minha fila de espera. Mas dessa vez acho que vou abrir números limitados de vagas de cada vez, para evitar que algumas pessoas passem meses aguardando.

Obrigada a todos os clientes e pessoas que acompanham meu trabalho. Se não fossem por vocês, eu nunca teria chegado onde estou.